sábado, 27 de junho de 2015

A vida não é tão colorida como inventamos




A verdade é que, se uma característica, seja ela externa ou de um ideal, qualquer que seja; cor da pele, opção sexual, se é evangélico ou destituído de fé, o define como pessoa, sinto dizer-lhe: tu és medíocre. E se tu tornas a defesa desta característica a razão da tua vida, tu és menor ainda. 

Eu não carrego comigo a fé no sobrenatural, porém, muito além disso, eu sou simpático, divertido, inteligente, sonhador, cativante, escritor, isso pra citar só as qualidades, e nem uma dessas características suprime a outra. Muito pelo o contrário, elas me completam. Eu acho ridículo o hábito de se criar associações para defender os interesses dos ateus, por exemplo, ou qualquer que seja, como se fôssemos uma classe a margem da sociedade, que precisamos nos unir para sermos aceitos, porque pura e simplesmente
essa característica não me define. A verdade meus caros é, que quem tem talento consegue seus objetivos, é respeitado, independente de qualquer coisa. Essa luta burra em defesa dos interesses de uma característica apenas, são atos de medíocres. 

A vida sempre segue independente de tudo, nós humanos, em nossa soberba é que queremos estar no controle, ou melhor, fazemos de tudo, para termos a ilusão de que estamos no controle. Porém, desde sempre,  sempre foi a natureza instintiva que ditou-nos os rumos das nossas vidas. Seria bom encarar a realidade, porque a vida não é assim tão colorida como inventamos. S.I  

Nenhum comentário:

Postar um comentário