quarta-feira, 20 de maio de 2015

Ah, amor, sempre uma linda história que não acaba bem



Ah, amor, sempre uma linda história que não acaba bem.
Não comigo.
Era preciso que ela fosse apenas sorrisos,
Que fosse apenas alegria, luz o tempo todo,
Que não tivesse dias ruins, que não se irritasse com a vida,
Que me amasse, acima de tudo, o tempo todo.
Era preciso que eu me sentisse sempre no controle,
Que ninguém mais existisse.
Ah o amor, sempre uma linda história que não acaba bem.
Você a conhece, em um dia comum, ao lado de pessoas vazias.
Ela é cheia, cheia de vida, de beleza.
Mas a gente se dá conta, que criou tudo nela.
- Ela era  tudo que eu imaginava,
Um dia cansei de imaginar, e ela tornou-se vazia,
Tanto quanto eu me tornei vazio sem ela.
Mas sempre se encontra um novo amor nas curvas montanhosas da vida.
Num dia qualquer, do lado de pessoas vazias, eu, vazio ao extremo,
Encontro alguém que eu possa descarregar toda a minha imaginação;
Invento um filme de amor, o vivo em minha mente,
E o termino mal, como acontece com toda gente. 
Esse é o mal de quem ama intensamente: 
o mundo é raso demais,
as pessoas são vazias demais, ai precisamos criar na realidade,
um mundo na intensidade da nossa mente,
mais ninguém vive imaginando eternamente.
E eis que o amor, é sempre uma linda história que não acaba bem. 

Samuel Ivani

Nenhum comentário:

Postar um comentário